Σχόλια Αναγνωστών

Muito bom

AliciaOliveira Amorim (2018-12-30)


Mente Inconsciente

Descobrir que melhor remédio para disfunção erétil é uma incerteza que vários homens tem. A senhora nasce com uma quantidade fixa de óvulos e seu número é reduzido gradualmente com a idade. Depois os 38 ou 40 anos de idade, a velocidade de perda é muito maior e a qualidade de óvulos também entra em declínio. Se você reunir mais de 35 anos, é uma boa ideia visitar seu dr. após seis meses tentando engravidar. Se você reunir mas de 40 anos, consulte seu médico ao começar a tentar engravidar. Sabe-se menos sobre a fertilidade de homens mais velhos, mas acredita-se que também comece a entrar em declínio a arrebentar dos 40 anos de idade.

A psicóloga acredita que, até nos casos de origem orgânica, é tudo trabalhar a parte psicológica do paciente. "Ele resta inseguro, com medo, perde orgulho e a confiança. Paralelo ao que os exames fisiológicos apontarem, será preciso realizar a psicoterapia para problema não se manifestar pelos dois lados", indica.

E fica simples perceber isso durante a onanismo. Já que muitos homens que alegam sofrer de insuficiência, somente possuem dificuldades em conseguir uma ereção peniana durante sexo real. Porém até conseguem conseguir uma ereção satisfatória durante a masturbação.

A injeção intracavernosa de drogas vasoativas (Figura 1) é um dos testes mas utilizados na propedêutica do varão com disfunção erétil. A resposta adequada à injeção intracavernosa sinaliza que mecanismo cavernoso-oclusivo não apresenta alterações e que possívelmente a circulação arterial não apresenta grandes modificações. A papaverina é uma droga barata e eficaz, porém pode causar priapismo e fibrose dos corpos cavernosos. Desse modo, teste com prostaglandina E1 (PGE1) (Alprostadil®) é mais empregado presentemente. A PGE1 praticamente não culpa fibrose cavernosa e, graças ao seu metabolismo intracavernoso, possui inferior risco de fomentar priapismo.

Doppler e color Doppler peniano: Mostra a hemodinâmica do pênis, após relaxamento da sua musculatura lisa induzida por agente vasoativo. Possui como objetivo distinguir a insuficiência arterial com outras causas do distúrbio da ereção. Nos últimos anos tem ocorrido um aumento do uso do viagra sem que a persona tenha consultado um médico.

Os tratamentos padrão incluem medicamentos farmacêuticos, bombas de vácuo, implantes e cirurgia, mas diversos homens preferem opções naturais. A investigação descobriu que várias opções naturais deve progredir os sintomas de Disfunção erétil.

Mesmo antes do lançamento do Viagra, as autoridades já se preocupavam com desenvolvimento de mercados negros para ele em todo mundo. Tal e como se temia, mercado preto de medicamentos para a disfunção erétil se desenvolveu velozmente. Em parte, isto ocorre devido a várias idéias errôneas sobre medicação e que ele deve fazer. Diversos homens (e mulheres também) acreditam que a pílula azul é um afrodisíaco que irá ressuscitar suas vidas sexuais. Em número reduzido de países, Viagra não recebeu status de droga lítico devido do susto de que ele fosse usado em excesso.

Outros medicamentos que podem ajudar alguns homens são pentoxifilina e trazodona. A pentoxifilina aumenta fluxo sangüíneo para as artérias das pernas. Os efeitos colaterais são mínimos. Trazodona é um antidepressivo, mas em uma pequena porcentagem de homens, ele aumenta fluxo sangüíneo peniano e ajuda a restaurar impulso sexual. Mas, os médicos consideram perigoso usar ereçao fraca uma droga para combater seus efeitos colaterais. Entre os efeitos colaterais do Desyrel estão a ejaculação retrógrada (para a bexiga) e priapismo, designação médica para uma ereção prolongada que ocorre sem estimulação sexual e que continua depois da ejaculação e do orgasmo. priapismo é uma disfunção perigosa que pode resultar em dano irreversível ao pênis. Desyrel costuma ser usado em conjunto com a ioimbina.

Os medicamentos orais aumentam os efeitos de um neurotransmissor chamado de Óxido Nítrico, que funciona como um mensageiro químico que atua relaxando os musculos lisos do pênis, determinando um aumento no fluxo sanguíneo no órgão consentindo uma ereção em resposta ao incitação sexual. Embora esses medicamentos possam auxiliar muitos homens, nem todos e cada um dos homens podem ou devem toma-los para olhar a impotência, e não esqueça que esses medicamentos melhoram a qualidade da sua ereção, porém não seu desempenho e funcionam muito com um bom estimulo sexual prévio.

Número reduzido de médicos recorrem a esse tipo de medicação como uma parte do tratamento, principalmente nos chamados pacientes secundários -que passaram a gozar rápido depois de terem ladino uma vida sexual firme. mecanismo de ação dessa categoria de medicação (inibidores da enzimafosfodiesterase 5, PDE5) ajuda a relaxar as células musculares lisas e aumentar fluxo sangüíneo para pênis. E esse classe de remédio diminui bastante intervalo entre uma ereção e segunda - chamado temporada refratário. Isso ajudaria a inverter efeito globo de neve”: uma relação insatisfatória baixa a auto-estima e a confiança do homem, aumentando a ansiedade e a maré de fracasso na próxima relação. remédio pode reverter esse ciclo vicioso. pois age diretamente na auto-aprecia do varão”, afirma urologista Joaquim Naturalmente, mestre da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).





E-ISSN: 2241-6196